Loucura

Se existe a pessoa certa,

Aquela que te fará chorar de tanto rir e enlouquecer de tanto amar,

Que te fará perder o fôlego sem que para isso tenha que mergulhar no oceano lacerante das paixões,

Disso eu nada sei!

Afirmo, no entanto, que a vida é feita de escolhas,

Das inúmeras estradas e vielas que decidimos trilhar,

Dos caminhos, por vezes sombrios, mas absolutamente necessários, que nos fazem ser quem somos,

Dos amores e dessabores que só mesmo a alma é capaz de conhecer.

Se existe a pessoa certa para amar,

A alma gêmea, aquela que é intensamente buscada em nosso íntimo,

A segunda peça desse grande quebra-cabeça cósmico,

Disso eu também nada sei!

Sei, todavia, que o presente recebeu este nome por ser uma dádiva,

E que é verdadeira loucura abdicar do único momento que se tem,

Sei, acima de tudo, que a vida é feita de alegrias e sentimentos arrebatadores,

Mas também, por vezes, de lágrimas.

Não é preciso ser dotado de grande ciência,

Nem tampouco gozar de avantajada inteligência para perceber o óbvio,

Para tanto basta um bom par de olhos.

Não é preciso procurar fora o que já se possui internamente,

Nem mesmo correr o mundo em busca de algo que já se sabe,

Basta para isso um bom coração que não esteja roto.

Não é preciso evitar um sentimento por medo de viver,

Da mesma forma que não se pode confiar em falsos julgamentos do ego,

Basta ter a coragem de estar em íntima conexão com a fonte.

Pois se a busca continua é sinal de que ainda há o que procurar,

E se as dores permanecem é porque ainda há luz para revelar,

Mas que fique claro, de uma vez por todas, sofrimento em demasia é loucura.