Liberte-se de suas incoerências e seja mais você!

Sinto que passei muito tempo de minha vida querendo ser algo que não sou.

Vivendo uma certa incoerência interna.

E por tentar ser alguém que não sou, esse falso eu, busquei fora, principalmente no mundo externo e nas pessoas, algo que só mesmo eu poderia me dar…

Resultado… levei por muito tempo a minha não aceitação interna para fora de mim, me machucando e ferindo pessoas que amo…

Quanta incompreensão!

Não que tenha sido sempre assim!

Tenho consciência que inúmeras camadas mais superficiais já haviam sido acessadas e transformadas em minha história…

A vida da gente é assim! Vamos lidando com o que conseguimos lidar a cada momento!

Mas sabe aquelas camadas mais profundas que realmente nos impedem de viver uma vida mais plena?

Justamente essas eu vinha evitando olhar, ou melhor dizendo, sentir!

E são justamente elas que nos impedem de dar um salto quântico de crescimento!

São elas que nos impedem de nos amarmos e nos aceitarmos plenamente…

São elas que nos fazem viver tantas incoerências!

Pois de uns tempos para cá resolvi que o melhor que tinha a fazer era mergulhar na solitude de meu interior…

A solitude ajuda um bocado a nos conhecermos mais, principalmente a pararmos de nos anestesiar para não sentir.

Com relação a isso, você já se perguntou quantas das suas “escolhas” diárias são feitas com esse único objetivo? O de fugir de algo que não deseja sentir…

Isso sem falar nas inúmeras mentiras que contamos diariamente a nós mesmos e que nos impedem de vivermos o nosso ser real!

Assunto para outro dia!

Voltando a solitude, quero dizer que essa não é a única resposta!

Acredito que existem inúmeras formas de nos conhecermos mais… Basta ver a quantidade de processos terapêuticos, peregrinações, cursos de meditação, entre outros caminhos existentes no mundo atualmente!

Para pessoas mais introvertidas, por exemplo, ir para o mundo e se experimentar pode ser um santo remédio!

Ou seja, solitude ou não, o importante é que tenhamos o compromisso de, gradualmente, irmos eliminando nossas incoerências internas, acessando o que tiver que ser acessado.

Nesse caminhar, muitas vezes iremos nos deparar com feridas bem doloridas…

Avance!!! Seu ser real agradecerá…

Com entendimento ou não (cada dia mais acredito que isso na realidade não importa muito), a liberação ocorrerá, e você ficará mais próximo de viver o seu melhor…

Na desesperança e na dor profunda só é possível nos rendermos à nossa pequenez e por consequência pedir o auxílio de uma força maior (Deus, o Universo, ou como quiser chamá-la).

Tenho que ser honesto!

Não é fácil encararmos nossas incoerências internas. Mas eu o encorajado a seguir em frente, entregando-se de coração a esse processo, assim como venho fazendo!

Acima de tudo perdoe-se!

Tenha coragem de realizar esta longa travessia da mente ao coração.

Aliás, esqueça a sua mente,,, ela não poderá auxiliá-lo em nada ou quase nada que diz respeito a esse assunto!

Se você verdadeiramente quer por fim às suas incoerências internas, precisará estar disposto a sentir o que tiver que ser sentido!!!

Você terá que sentir na pele mágoas, medos e feridas que causou àqueles que ama… e por aí vai…

Não é um processo fácil, mas o caminho é maravilhoso! Libertador!!!

Com o passar do tempo você será capaz de se liberar das amarras do mundo e sua vida ficará cada vez mais leve.

Pode ser, inclusive, que nesse processo você queira se desapegar de sentimentos e coisas que passarão a não ter mais sentido!

Se este também for o seu caso, faça-o… nosso mundo está verdadeiramente precisando de pessoas mais comprometidas com aquela verdade que vem de dentro!

Comprometa-se com fim de suas incoerências você também!

Quanto a mim, vou continuar neste caminho, buscando me libertar de tudo aquilo que ainda me aprisiona…

Vamos nessa?